Clippers arrasa Rockets e fica perto da final

Time californiano conseguiu superar a tática da equipe texana em forçar DeAndre Jordan no lance livre e abriu vantagem na série

DeAndre JordanO Los Angeles Clippers está muito próximo de fazer história na NBA. Na noite deste domingo, a franquia californiana arrasou o Houston Rockets por 128 a 95, em casa, fazendo 3 a 1 na série melhor de sete pelas semifinais da Conferência Oeste.

Saiba mais

LeBron decide e Cavs empatam série contra os Bulls
Gasol e Randolph comandam vitória dos Grizzlies contra Warriors
Escolha dos Broncos sofre lesão no joelho e está fora da temporada
Terceira escolha do Draft, Fowler rompe ligamento e perde temporada da NFL

Caso vençam o confronto da próxima terça-feira, o quinto da série, às 22h30 (de Brasília), no Texas, os Clippers alcançarão pela primeira vez a final de sua conferência. O time de Los Angeles já chegou às semifinais em seis oportunidades, sendo derrotado em todas elas. Por sua vez, o Houston Rockets é bicampeão da liga norte-americana, atingindo sua última decisão do Oeste na temporada 1996/1997.

O cestinha da partida foi o pivô DeAndre Jordan, autor de um duplo-duplo com 26 pontos e 17 rebotes e protagonista de belas enterradas. Chris Paul também chegou aos dois dígitos em dois fundamentos, com 15 pontos e 12 assistências, além de quarto rebotes. Griffin anotou 21 unidades e pegou oito rebotes. Jamal Crawford e Austin Rivers saíram do banco para contribuir com 13 e 12 pontos, respectivamente.

“Minha preocupação é estar sempre focado. As enterradas foram um alívio para mim, tenho a sorte de ter grandes passadores no meu time. Agora, vou pensar no próximo jogo, pois ainda temos trabalho a fazer”, afirmou o cestinha Jordan após a vitória.

Do lado visitante, James Harden foi o maior pontuador, com 21 tentos, oito rebotes e seis assistências. Dwight Howard, expulso no terceiro quarto, pouco pode fazer e deixou a quadra com sete pontos, seis rebotes e uma assistência. Trevor Ariza beirou o duplo-duplo com 18 pontos e oito rebotes, enquanto o armador Jason Terry contribuiu com 16 pontos e duas assistências.
O jogo – Após um primeiro período equilibrado, em que os Rockets até acabaram vencendo por 33 a 30, os Clippers ajustaram o setor defensivo e mantiveram o ritmo forte no ataque. Desse modo, o time anfitrião virou o jogo e foi para o segundo tempo com seis pontos de vantagem (60 a 54).

Diferença que só aumentaria no terceiro quarto, quando os mandantes, liderados pelo trio formado por DeAndre Jordan, Blake Griffin e Chris Paul, foram arrasadores ao somar mais 43 pontos, contra apenas 25 dos Rockets (103 a 79).

Os atletas de Los Angeles souberam não apenas cavar faltas em Dwight Howard, como conseguiram provocar o pivô. Ao longo da partida, o juiz assinalou quatro faltas e duas técnicas para o jogador, o que culminou em sua expulsão ainda no terceiro período e abriu ainda mais espaço para os donos da casa. No total, Howard ficou em quadra apenas 18 minutos.

No último quarto, o resultado já definido fez os técnicos Doc Rivers e Kevin McHale mandarem os reservas para a quadra. Diante da festa da torcida no Staples Center, os Clippers apenas administraram a vantagem para confirmar o triunfo por 128 a 95, ficando a um passo da final do Oeste.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário